11 de agosto de 2013

Feliz dias dos Pais/Pães!


Olá pessoas lindas!
Feliz dia dos pais!
Esta postagem é para quem é pai/mãe (pães e pra quem tem essa posição no mundo, mesmo que sem querer, mas que ama muito! Pois pai é aquele que ama, que educa. Pai não é somente aquele que faz, porque fazer é bem fácil...!

Hoje eu vou contar pra vocês como é ser uma mamãe/papai, com ajuda de duas amigas, Tatiana Gutierres e Thaís Moret. Elaborei três perguntinhas para que eu e elas respondessem e explicar como é estar nessa posição...





             O que você acha de ser pai/mãe?

Tâmara: Hoje, acredito que essa posição anda mais comum do que antigamente. No meu caso não faz tanto tempo (1 ano e quase 5 meses). Por muitas vezes sinto orgulho de mim, aprendi a ser forte, que posso ser mais forte do que imaginava ser.


Tenho sorte também, pois tenho meus pais, que são maravilhosos e que sempre me dão força, ajudam em tudo que preciso, pois sem eles, acredito que não iria aguentar, já teria surtado nos primeiros meses.



Thaís: Meus pais se separaram quando eu tinha uns 4 anos. Meu pai nunca foi muito presente, embora minha mãe tenha uma boa responsabilidade em relação a isso. Mas talvez devido a isso eu ainda ache que nesse processo de gerar filhos, a maioria dos homens só participa mesmo na "fabricação". Mesmo os que continuam ao lado das namoradas, esposas, etc. Então acho que a maioria das mães fica com todo o trabalho de criar, cuidar, dar amor, educar, disciplinar, etc. Dizem que pai é quem cria, mas no final mesmo pai é quem faz, MÃE é quem cria. Difícil mesmo é ser mãe divorciada e que trabalha fora. Isso sim é uma barra.

Tatiana: O que eu acho de ser mãe /pai .... Esse assunto é muito delicado, mas... Enfim... Sou sim uma   mega mãe /pai .. Se eu tenho dificuldades.... sim muitas .. mas consigo me dar bem em quase todas ... a não ser quando vejo aquela carinha sentindo falta da figura masculina ou de um abraço em trio .... mas tudo bem sei que cada um vem com sua missão e ainda bem que dentro das minhas dificuldades do período em que estava casada ela veio .. minha princesa veio pra me dar muita força e me ajudar a tirar de letra aquelas crises e tristezas .... Pois é ... eu já era mãe e pai antes de simplesmente olhar pra todos ... e de peito aberto dizer sou sim... sou pai e mãe.... Acho que no fundo somos felizes minha filha e eu ... quando nos sentimos tristes com o fato de eu não ter um namorado e ela não ter um pai ... nós os abraçamos e parece que conseguimos sanar essa dorzinha. Não posso ser hipócrita a dizer que tiro de letra isso tudo e nem vou arriscar ser egoísta em dizer que ela é mais feliz assim... mas é a nossa realidade, e dentro da “família” que erámos, assim está bem melhor mesmo. É isso ... eu poderia escrever muita coisas a respeito das experiências que passo em relação a ser mãe/pai .... mas algumas são tristes demais e estou deletando ... outras simplesmente não vale a pena falar ... e tem aquelas que são tão especiais que vão ficar guardadas a 1milhão de chaves no coraçãozinho da minha pequena e no meu. Hoje sim podemos dizer que somos felizes... eu cuido dela com todas as minhas responsabilidades...(as vezes meio irresponsáveis) mas chego lá rs, e ela me cobre com todo amor que pode e assim vamos nos entendendo até que um dia uma nova situação aconteça e possamos continuar escrevendo nossa história sempre com essa harmonia, que sendo boa ou ruim é assim que conseguimos caminhar e acima de tudo felizes si!!!!!!!!!"

 

Qual a visão que vocês acham que o mundo tem de vocês?

 

Tâmara: Sei, pelo menos é o que eu sinto, que o mundo ainda, AINDA vê essa situação com um olhar pecaminoso, sabe? Tenho dó!Pois essas pessoas não sabem o que se passou, para que essas mães, nós, estarmos nessa situação. Ninguém está nessa situação porque quer, essa completitude acontece com o tempo, ou acham que foi uma escolha fácil? Foi uma escolha difícil e nos primeiros momentos, triste. Mas depois vemos que foi a melhor escolha, a melhor atitude a ser tomada, e ela se torna uma atitude feliz, de autoamor e amor ao filho. Sei que acredito no amor, e que todos merecem ser felizes, então estou pouco, na verdade, NÃO estou me importando pelo o que os olhos dos outros acham da minha atitude, pois foi a melhor atitude que tomei na minha vida.


 
Thaís: Até agora só tive comentários positivos. Coisas tipo: "Puxa, você é guerreira. Trabalhar fora e ainda criar um filho sozinha não é fácil." Agora, se alguém fala mal pelas costas não tenho a menor ideia e nem me importo. Que se dane o mundo.

Tatiana: Na verdade... não sei rsrsrsrs não fico me questionando sobre isso, afinal o mundo está totalmente reformulado... nãao existe mais um exemplo d e família a ser seguido e muitas coisas mudaram sim, algumas pioraram ao extremo mas outras melhoraram... afinal não existe reforma sem bagunça e nem reflexão sem ação... vai ai uma frase que sempre uso como um” bom dia” de cabeceira . .. “Eu não tenho medo de mudanças ... tenho medo é que as coisas nunca mudem”
          
      
           
 
           Qual a visão que o seu filho tem de você?
 


Tâmara: Não sei o que ele acha, pois ele nem sabe falar, RS. Mas sei que ele me ama muito e sabe que eu estou aqui sempre para ele, e é isso que importa.

Thaís: Não sei. Isso quem pode responder é ele. Quer entrevistar ele no dia das crianças? Rs.

Tatiana: Eu não acho ... tenho certeza... minha filha é minha enorme admiradora e se espelha em mim e principalmente nos meus erros onde sei que na vez dela ela não vai errar como eu ... ou vai ter mais sabedoria para fazer melhor do que eu ... Sabe o porque da minha resposta ser tão positiva??? Quando eu me refiro a ser “um herói” pra ela... porque ela usa meus sapatos, ela se enche de sorrisos quando alguém a chama pelo meu nome... ela gosta de conversar e diz que quando crescer quer ter o cabelo como o meu .... e acima de tudo ela quer ter a mesma garra que eu quando conversamos e conto que nada é fácil ou simples na vida ... até digo que a única coisa boa que cai do céu é a chuva ... ela ri e eu me sinto realizada em poder deixar nessa Terra uma sementinha que vai poder germinar coisas positivas.... E quando vamos dormir que ela me olha e me da boa noite , eu digo “boa noite filha a mamãe te ama”... ela sorri e diz “você nunca esquece de falar isso” rsrsrs e vamos dormir felizes porque isso sim é verdadeiro e será eterno! =]









              




 
Beijos, pessoal!

Espero que tenha sido valido!
Tâmara.
 
 



 
(Filhx, sempre estarei seguindo os seus passos.)
 
fotos bônus
 
 
(Tata e Tatiana)


                                                                   (Tâmara e Theo)
 
 

 
 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente Muito Mais...